whatsapp
whatsapp

Grupos de Networking

Grátis
PROJETOS
Newsletter

Receba as novidades da CH

  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube

© 2017-2020 Associação Civil Cruzando Histórias - 30.745.930/0001-35

Fale Conosco

"Eu preciso urgentemente de um trabalho: tenho oito crianças pra criar!"


Kelli Cristina Novais da Silva, 34 anos, São Paulo, SP.

 

 

Tem dias que quando bate o desespero eu pergunto: "Deus, como é que vou dar
conta de tantos problemas?". Acredito que Ele me responde me dando mais forças para
não desistir. A situação aqui em casa é bem difícil. Eu tenho nove filhos e dois netos.
Oito deles moram comigo e dependem exclusivamente de mim.


Há muitos anos, desde que me separei do pai deles, essa é a minha realidade:
tenho que dar conta de tudo sozinha, sem apoio emocional ou financeiro. E faço tudo o
que está ao meu alcance! Já trabalhei de auxiliar de faxina, operadora de loja em
supermercado, atendente em buffet, costureira. Meu último emprego foi fazendo bico
costurando bolsas. O problema é que, com o final do ano, as encomendas caíram e eu
fui dispensada. Faz quase dois meses que procuro trabalho todos os dias e não recebo
resposta. É nessa hora que o desespero começa a bater...


A solução aqui em casa tem sido pegar frutas, verduras e legumes do chão no
CEASA. Duas vezes na semana, eu acordo às 5h da manhã e vou buscar as comidas no
fim da feira. E não tenho vergonha nenhuma em falar isso: é tudo comida muito boa que
iria para o lixo! É triste ver tanto desperdício de alimentos assim, mas, ao mesmo
tempo, essa tem sido a nossa única salvação.


Vez ou outra, alguém faz uma doação de roupa, brinquedo, fralda, sapato, para a
gente. Eu aceito tudo e agradeço, é claro, mas se você me perguntar o que eu realmente
preciso, a resposta está nas minhas orações de todos os dias: um emprego! Eu só preciso
urgentemente de um trabalho fixo que me dê condições de cuidar da minha família.
Aceito a oportunidade que vier e prometo que vou me esforçar para dar o meu melhor!

 

E confesso que dentro do meu coração eu carrego um sonho: trabalhar como
Cuidadora de Idosos. Ainda não tenho essa experiência registrada na carteira, mas
acredito que eu me daria muito bem. Tenho muito amor, cuidado e respeito com o
próximo para oferecer!

***

Em entrevista para Ligia Scalise