1 ano de EscutAção online

Aqui é a Marisa Santos, voluntária na Cruzando Histórias desde 2018. Ser voluntária é uma experiência única e que muda definitivamente a vida de muitas pessoas todos os dias, inclusive a minha.



Esse texto é uma pequena retrospectiva do ano de 2020.


Em janeiro, eu tinha vários objetivos pessoais e profissionais planejados, o passo a passo estava pronto.


Mas a pandemia mudou todos eles, eu e muitas pessoas acreditávamos que passaríamos longe disso.


Neste momento, eu estava de férias do voluntariado na Cruzando Histórias, voltaria em fevereiro com as energias renovadas para os nossos encontros presenciais com beijos, abraços e apertos de mãos.


Em fevereiro aconteceu como o planejado, fizemos a primeira semana da carreira presencial, a Bia Diniz e eu correndo para cima e para baixo, coffee break pra lá coffee break pra cá, palestras, workshops e rodas de conversas com as salas cheias. Ufa, deu tudo certo!


Chegou março, a EscutAção voltaria com tudo, os nossos encontros mensais e presenciais, onde eu e mais 10 voluntárias faríamos as nossas escutas, nós estávamos com saudades do café e de cruzar histórias. Infelizmente, a pandemia chegou ao Brasil, quarenta, álcool gel e não pode se aglomerar.


Surgiu a ideia de o EscutAção mudar para o online, e claro que eu e a Bia topamos.


Quarentena são quarenta dias, não é? Só que não.


Como nós não sabíamos o que estava acontecendo e o que viria pela frente, abrimos a inscrição para voluntariado, precisamos de reforços no time de "escutadores". Tivemos muitas inscrições, pessoas de todo o Brasil queriam fazer parte do nosso projeto.

Mas como a EscutAção é para acolhimento, escuta empática e orientação de carreira, sentimos que precisávamos de psicólogas, assim nasceu a Psicoterapia Breve, com a Jéssica Moreira Sano como líder.


E eu recebi o convite da Bia para eu ser líder das voluntárias da Escutação Especial Online, senti um frio na barriga, mas aceitei, e fui com medo mesmo.

Eu estava com dois super assistentes, Dani Marques e Ivo Ramalho para me ajudarem neste desafio que a princípio eram somente 40 dias, mudou para 3 meses, depois 6 meses e enfim 1 ano.


Hoje faz um ano que eu disse sim, e foi um divisor de águas na minha vida. Todos os dias eu tive a oportunidade de desenvolver autoconhecimento, flexibilidade, escuta ativa, comunicação, criatividade, resolução de conflitos e liderança.

Nos emocionamos com todas as histórias que foram lidas e escutas realizadas, foram mais de 1000 pessoas escutadas em 2020. Eu conheci pessoas maravilhosas, vou cultivar essas amizades para a vida.

Obrigada "voluntaries" pelo carinho, respeito e comprometimento com o nosso projeto.



Em 2021, eu fui presenteada com a contratação na Cruzando Histórias! Estou muito feliz em trabalhar em um local onde os meus valores são respeitados e valorizados. Hoje, eu tenho novos desafios, novas emoções e novos aprendizados. Mas isso, eu falo em outra oportunidade.


Obrigada CH!





51 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo