top of page

4 atitudes que fazem você se destacar na entrevista

por Priscilla Couto


De todas as etapas do recrutamento, a entrevista é o que gera mais desconforto e ansiedade, e isso atrapalha o candidato a se destacar dos demais

Mas garanto que depois de ler esse artigo, você não vai mais ficar preocupada com isso.

Antes, tem uma coisa que preciso te falar: esteja SEMPRE preparada para a entrevista! Isso facilita bastante e você tem apenas que estudar sobre alguns pontos sobre a empresa.

Se você pensa apenas na entrevista quando ela é marcada, a partir de agora temos o compromisso firmado de mudar isso!

Então pegue papel e caneta e bora aprender 04 atitudes que você vai colocar em prática no seu próximo processo.


1. SAIBA CONTAR A SUA HISTÓRIA

O momento da entrevista é para validar o que você colocou no currículo e um pouco mais. Na entrevista o recrutador quer entender como você cresceu ou escolheu a sua carreira, por que está interessado em trabalhar na empresa, como você age no dia-a-dia, como toma suas decisões e se relaciona com as pessoas.

Por isso, você precisa ter bem clara a sua história e como sei o quanto isso pode não ser fácil, vou compartilhar um exercício para te ajudar:


Exercício: Construa a sua linha do tempo. Assim você tem clareza sobre a trajetória que trilhou e isso vai facilitar responder as perguntas.


Pegue uma folha de papel e descreva essas informações para cada experiência que teve:


  1. Quais eram as suas atividades

  2. Qual foi o maior aprendizado

  3. Que feedback recebeu

  4. Qual foi o seu maior desafio


2. NÃO PERCA A OPORTUNIDADE DE SE VENDER

Toda vez que você tem a possibilidade de contar sua história para alguém, você está se vendendo, deixando sua marca. Quem trabalha com Recrutamento tem sempre pedidos de indicação e bons profissionais são indicados. Sem contar que a própria empresa pode ter outra vaga que seja a sua cara e isso pode ser oferecido para você no meio da entrevista.

Conversando com algumas pessoas, percebi que muitas se sentem desconfortáveis em falar sobre seus resultados e valorizar o que fazem bem, mas eu quero te dizer uma coisa: NÃO TENHA MEDO. Se você é boa no que faz, precisa valorizar isso.

O recrutador não te conhece e vai apenas descobrir aquilo que você contar, combinado?



3. ESTEJA ANTENADA COM AS TENDÊNCIAS DO SEU MERCADO

Pode parecer óbvio, mas conheço muitos profissionais que vivem apenas na bolha da sua empresa. É preciso olhar o mundo a sua volta, conhecer o mercado, saber das inovações, o que não é mais usado, quais são as tendências e projeção para o futuro. O mercado busca por profissionais que saibam resolver problemas e para isso você vai precisar saber o que está acontecendo no mundo para tomar a sua decisão.

“Ah, Priscilla, mas atividade que eu faço não é assim tão especializada.” Então olhe para os lados e veja o que a sua concorrência tem feito. Isso vai ser mais uma “estrelinha” no momento da entrevista.


4. APRENDA A SER DETETIVE

Deixei essa por último, mas não quer dizer que é a menos importante. Quero que essa seja a sua última preparação. Ao se inscrever para um processo, pense que você vai chegar a entrevista e já comece a se preparar. Busque todas as informações que conseguir sobre a empresa (se a vaga não for confidencial é claro). Veja o site, redes sociais, converse com algumas pessoas, notícias, reclame aqui e tudo mais que conseguir.


Mas para que isso? Toda informação coletada será importante para usar nas suas respostas na entrevista. Quanto mais você alinhar a sua fala com o que a empresa precisa, melhor. Assim o recrutador terá mais certeza que você pode ser a pessoa certa para vaga.



Meninas, agora uma orientação para sua cabeça não pirar:


Ser aprovada no processo seletivo é um alinhamento de perfil. Isso quer dizer que a empresa vai avaliar o perfil técnico (hardskill) + perfil comportamental (softkills) e comparar com o que ela precisa na vaga e o candidato mais próximo disso será aprovado ou eles vão continuar procurando.


E isso não quer dizer que você seja ruim, apenas que o seu perfil, na visão da empresa, não é ideal. Por isso a importância de praticar o autoconhecimento e realizar uma busca de vagas de acordo com as suas experiências e habilidades.


Foca nisso e não desanima, ok?

Beijos e até a próxima!



Priscilla Couto é Coach de carreira, palestrante e Linkedin Top Voice Carreira, fez graduação em Gestão de RH e extensão em Gestão Estratégica de Pessoas pela Estácio de Sá. Adora séries, livros e conversar com as pessoas.



コメント


bottom of page