top of page

A beleza de mudar de opinião

A vida é muito curta para se prender a opiniões

por Nathália Ruiz


Nunca esqueço de um almoço onde estávamos em várias pessoas discutindo um tema bem polêmico e eu tinha uma opinião muito bem formada e, inclusive, me orgulhava muito dela. Papo vai, papo vem, lancei minha opinião quando uma colega minha de trabalho rebate com uma informação que eu nunca havia imaginado. Na hora doeu um pouco, mas foi tão esclarecedor e tão certo, que a dorzinha passou muito rápido e fiquei encantada de mudar de opinião.


Na hora doeu um pouco, mas foi tão esclarecedor e tão certo, que a dorzinha passou muito rápido e fiquei encantada de mudar de opinião.

Vivemos em um mundo onde todos têm opinião de tudo e o simples fato de alguém discordar de nós pode gerar uma discussão sem precedentes e, algumas vezes, até desfazer amizades. Precisamos entender que cada indivíduo tem uma história e carrega experiências que levaram a ela até esse momento.


É necessário praticar a escuta ativa, entender o caminho que a pessoa percorreu para chegar a esse pensamento, e algumas vezes entender que a opinião da pessoa pode ser diferente da sua, mas não necessariamente estar errada. Uma discussão saudável pode nos trazer muita riqueza, aprendizado e empatia, onde as duas ou mais pessoas saiam mais conscientes e inteligentes do que quando entraram.


Mudar de opinião é lindo, significa evoluir no pensamento, olhar fora da nossa esfera, vestir o sapato do outro e entender todos os lados. Não é vergonha alguma e sim motivo de orgulho.


Olhando para trás, vejo muitas opiniões que eu tinha e que eu me orgulhava muito e que hoje não condizem com as minhas crenças e com a minha realidade. Ficar preso na mesma opinião, muitas vezes pode até ser confortável, passando uma sensação de segurança pois nos apoia em uma lógica que já nos é familiar, e muitas vezes mudar nossa opinião pode nos levar a locais que nós não conhecemos muito bem, mas não podemos ter medo de uma ideia nova que nós abramos horizontes. Negar isso significa negar a evolução de pensamento e se estagnar em uma ideia ou opinião que pode nem mais fazer sentido pra você ou pro mundo.



Nathália Ruiz é formada em Publicidade e propaganda, trilha hoje sua carreira em marketing com foco em beleza e cuidados pessoais. Acredita que beleza é um processo de dentro para fora e que um sorriso feliz é muito mais bonito do que qualquer maquiagem.

bottom of page