top of page

PRÊMIO INSPIRADORAS: 'Desempregada? Fale comigo?', pedia a analista de RH nas ruas de São Paulo

Atualizado: 29 de jul. de 2022

Bia Diniz assistia a uma reportagem sobre desemprego no Jornal Nacional quando se comoveu com a história de uma mulher. Sueli era um dos 13 milhões de brasileiros sem trabalho em 2017 e, na fila para entregar currículo, no centro de São Paulo, chorou ao contar que ela e as duas filhas corriam o risco de serem despejadas. "Liguei na emissora e percorri as agências de emprego do centro, mas não a encontrei", diz Bia.


Como não conseguiu ajudar Sueli, Bia decidiu amparar outra mulher na cidade onde mora, Cotia, na região metropolitana de São Paulo. Diná também estava sem trabalho, tinha uma perda grave de visão e o marido doente. Depois de visitá-la, Bia publicou a história numa página no Facebook, batizada de Cruzando Histórias. O post viralizou e Diná recebeu doações, além de atendimento médico.


Quando acordo, penso: de quantas mulheres vamos cuidar hoje? A recolocação é consequência. Bia Diniz, empreendedora social






Bia Diniz, Fundadora da Cruzando Histórias e finalista da categoria Igualdade e autonomia do Prêmio Inspiradoras.

Comments


bottom of page