top of page

Você é o que passa a maior parte do tempo sendo e não fazendo!

Espera, leia de novo, parece simples, né? Será que é mesmo?

por Marilia Pedroso

Independente de quantas horas por dia você passa no seu, ou seus trabalhos, nenhum deles ou o que você faz nestes lugares determina ou significa a pessoa que você é, o que realmente reluz de ti é como você faz as tarefas da sua rotina, a intenção do seu coração e principalmente o seu comportamento em atividades corriqueiras, essas que fazem parte da maioria dos seus dias. Saindo um pouco do campo abstrato do verbo "ser", podemos trazer isso pra prática com uma simples percepção de como são suas expressões e caras durante o decorrer do seu dia a dia, meu pai costumava dizer brincando que a expressão facial e a cara que você passa a maior parte do dia fazendo, é exatamente a imagem e a cara que você terá na lembrança das pessoas! Levando em consideração que a competitividade e o poder em forma de seriedade ainda são características recorrentes em ambientes profissionais, muitas vezes achamos que uma forma de defesa para não ser "colocado pra trás" é fazendo cara de poucos amigos, se reservando o máximo possível e muitas vezes até uma expressão ruim. Careta essa que se você está fazendo a maior parte do dia, vai ser difícil transformá-la em sorriso olhando pro seu doguinho, que seja, ou com quem mora junto com você. Assim sendo, me parece que concluímos todo um raciocínio do que "somos" baseado em quantos sorrisos estamos soltando por aí dia afora, talvez um pouco ilusório demais pensar que seremos alegres todos os dias, sim. Mas lembrar que rir é resistir (como dizia o nosso querido humorista Paulo Gustavo) talvez seja um argumento mais do que suficiente para os dias de hoje. E aí, será que sai pelo menos um sorrisinho aí na "foto lembrança" dos que convivem com você?




Marilia Pedroso: Nascida em maio de 1995, criada por pais malucos e um irmão mais velho gordinho, cresceu na praia, no campo, na cidade... uma verdadeira mistura de mundos e continua com mais sede dele. Escreve pra não exagerar na fala, cria para exagerar nos sonhos!


Commentaires


bottom of page