Maria Aparecida dos Santos

"Passei 22 anos proibida de trabalhar por conta do meu ex-marido. Me divorciei e me libertei!
Hoje, dona da minha vida, procuro trabalha como Analista de Departamento Pessoal"

 

Maria Aparecida dos Santos, 57 anos, São Paulo, SP.

"Se tem uma coisa que eu aprendi na vida é que eu sou capaz de tudo. Demorei muito
tempo para descobrir, acreditar e conquistar essa confiança em mim. E quando digo muito
tempo, estou falando de 22 anos de um casamento no qual eu era proibida de trabalhar.

 

Casei bem jovem, tive dois filhos e, mesmo depois que eles cresceram, meu ex-marido não aceitava que eu saísse de casa para trabalhar. Até arranjei emprego contrariando ele, mas era muito difícil me manter no cargo. Ele colocava mil obstáculos, ficava 30 dias sem falar comigo, partia para a agressão. Por medo, eu me submetia às ordens dele.

 

Esse é um capítulo longo na minha história que abalou muito a minha autoestima. Mas
estou aqui para dizer que eu consegui me libertar: em 2004 eu pedi o divórcio e finalmente
virei a página. A partir daí, retomei a autoria da minha própria história!


Em um mês consegui um emprego em um escritório contábil de auxiliara fiscal, por indicação de um amigo. Eu tinha experiência na área como auxiliar administrativa e auxiliar fiscal dos tempos que eu trabalhava. Dentro dessa empresa, consegui uma oportunidade no Departamento Pessoal. Esse foi o gatilho que eu precisava para acreditar ainda mais em mim!

 

Voltei a estudar, fiz o supletivo do ensino médio e em seguida fiz um tecnólogo em
Administração em Recursos Humanos. Foram 10 anos trabalhando nesse escritório, onde
comecei como assistente de Departamento Pessoal e passei para Analista Pleno. Sou muito grata e considero essa a minha melhor escola.


Decidida a me arriscar no mercado, em 2014, aos 52 anos, pedi para ser dispensada e
fui atrás de outros empregos. Sei que tomei uma atitude arriscada e corajosa, principalmente por conta da idade, mas foi importante pra mim. Trabalhei em uma faculdade e também em uma construtora onde era responsável pelo departamento pessoal. Depois disso, passei alguns meses desempregada até receber um convite para trabalhar como terceirizada na empresa de um casal de amigos. Estou como analista de DP, sem registro, prestando serviço, fazendo a folha de pagamento.


É algo temporário, por isso estou me candidatando para vagas. Procuro recolocação
como analista de departamento pessoal ou folha de pagamento. Até agora não tem sido fácil. Já fiz duas entrevistas, converso com amigos e familiares e já percebi em um processo seletivo que o recrutador ficou surpreso com a minha idade. Mas eu garanto que se eu conseguir uma oportunidade vou provar que a decisão foi certa! Eu sou uma profissional comprometida, pontual e experiente para assumir a responsabilidade de um departamento. E, como disse no começo da minha história, tenho certeza que eu sou capaz de tudo! Eu acredito em mim e espero que uma empresa me dê também um voto de confiança!"

 

Contato:
Telefone: 11 97356-6820
Email: cida.maparecidasantos@gmail.com



Em entrevista para Lígia Scalise

whatsapp
whatsapp

Grupos de Networking

Grátis
PROJETOS
Newsletter

Receba as novidades da CH

  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube

© 2017-2020 Associação Civil Cruzando Histórias - 30.745.930/0001-35

Rua Barão de Itapetininga, 255 sala 605 - República, São Paulo -SP

Fale Conosco