Vitrine de Talentos

Maria de Fátima Vianna

Secretariado

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Objetivo Profissional

Objetivo Profissional

Secretária Administrativa/Secretária Executiva.

Sim

Disponibilidade para mudança:

Sim

msiqueiravianna@yahoo.com.br
Maria de Fátima  Vianna

Trajetória Profissional

Secretária com 07 anos de experiência no apoio ao Diretor e Assessores da Diretoria de Administração e Finanças na CPRM/Serviço Geológico do Brasil, organização de agendas de reuniões e viagens, planejamento e execução de eventos e festas, domínio de rotinasa administrativas, preparação de reuniões e videoconferências, gerenciamento de documentos no Sistema Eletrônico de Informações/SEI, elaboração de relatórios e atendimento ao público em geral.

Conheça minha história

Eu sou a Maria de Fátima Siqueira Vianna, 45 anos, mãe da Laura de 9 anos, formada no curso Superior em Secretariado, possuo 07 anos de experiência nessa área. Nascida e criada em São Gonçalo/RJ, a minha infância foi marcada pela referência da minha mãe e tias como donas de casa, assistia todas as novelas e ouvia o dia todo as músicas de Roberto Carlos e José Augusto. Eu acho que foi isso que me transformou em uma mulher apaixonada pelo que faço. Busco me recolocar no mercado de trabalho de preferência na minha área que mesmo não trabalhando continuo na construção do meu desenvolvimento.

A minha formação no segundo grau foi de Formação de Professores de 1ª a 4ª série, não era o que eu queria, fiz mais por influências dos outros, queria um curso em que trabalhasse em escritório. Antes disso a minha família começou a passar por dificuldades o meu pai se tornou um alcoólatra e quase não sobrava dinheiro para o sustento da casa, a minha mãe se viu na necessidade de sair para trabalhar e como a mais velha de três irmãos fiquei responsável pela casa, tive que conciliar meus estudos e a responsabilidade em casa, mesmo assim o dinheiro não dava e para comprar meus materiais da escola, fui trabalhar nos finais de semana no quiosque do meu tio na beira da praia.

Aos 19 anos consegui o meu primeiro emprego formal, Operadora de caixa da antiga Casas Sendas, foi aí que comecei a lidar com o público, a me responsabilizar com o dinheiro que entrava e saía do meu caixa, registrar as mercadorias e no final do expediente recolher tudo o que o cliente deixava pela loja. Quando sai fiquei por um tempo sem trabalhar formalmente, até que minha prima abriu uma escola no bairro em que morava e me convidou para ajudá-la, aqui eu pude aplicar o que estudei, fui professora da 3ª série e do Jardim de Infância, como era pronunciado nessa época. Como era gostoso trabalhar com aquelas crianças e até hoje sou chamada de tia Fátima por eles já na fase adulta, planejava as aulas e organizava os materiais de acordo com a fase de cada criança, avaliava cada aluno, organizava as brincadeiras, a preparava os eventos e atividades em datas comemorativas e desenvolvi todo o meu lado criativo.

Mudei para Bangu/RJ onde moro até a data de hoje, pedi demissão da escola por conta da distância e comecei a procurar vagas em escolas por perto, mesmo com experiência não consegui, eu não podia ficar sem trabalhar, e através de uma amiga fui indicada para uma vaga de balconista em uma loja chinesa no famoso Saara do Centro do Rio de Janeiro. Vendia mercadorias no atacado e varejo, conheci as ornamentações chinesa, aprendi um sobre maquiagem, a verificar os equipamentos eletrônicos e a cultura desse povo. Já confiadas a mim a maioria das responsabilidades da loja, pedi para sair com intuito de ir para uma oportunidade melhor, isso foi garantido a mim, mas não foi, três amigos do meu companheiro montaram uma empresa e diziam que era um negócio promissor, eles não conseguiram manter essa empresa e tudo foi por água abaixo. Comecei ajudar o pai da minha filha na empresa que ele havia aberto para o preparo de refeições. Eu cozinhava, administrava e organizava o local de trabalhos, acompanhava o desempenho dos funcionários, montava o cardápio para a aprovação da nutricionista, por ele ter outra ocupação eu ficava responsável por quase tudo. Engravidei da minha princesa, no sexto mês tive alguns problemas de saúde e tive que me afastar depois que ela nasceu me separei do pai dela, estávamos juntos há dez anos, foi o pior momento da minha vida, me vi sozinha, longe dos meus pais, mas eu vi que tinha uma razão para reerguer e seguir em frente e com muito apoio comecei a carreira como secretária.

Fui indicada a uma vaga para trabalhar como secretária terceirizada na Companhia de Pesquisas e Recursos Minerais/SGB, comecei repondo uma licença maternidade na área jurídica da empresa, nos quatro meses entendia o processo de entrada e saída de documentos, a área de protocolo da empresa, arquivo e digitalização de processos judiciais, a empresa tem Unidades em 12 cidades brasileiras, recebia e fazia ligações para os funcionários dessas cidades. Passando esse tempo fiquei substituindo outras secretárias nas suas férias, cada setor que passava o processo de trabalho era diferente. Outra licença maternidade para cobrir e dessa vez foi na Diretoria de Administração e Finanças, a funcionária optou por não voltar e decidiram que eu ficasse no lugar dela, me lembro no dia em que o diretor veio até mim e me disse que era uma honra que eu trabalhasse com eles, fiquei um bom tempo cuidando dos assuntos da Assessoria, organização de agenda, reuniões, elaboração de documentos oficiais e outros serviços administrativos. Quando voltei da minha segunda férias eu havia sido promovida secretária do diretor, e para fazer jus ao cargo comecei a fazer cursos da área, fiz o técnico em secretariado entrei para faculdade, obtive alguns resultados no tempo em que fiquei, a empresa entrou no processo de Sistema Eletrônico de Informações, ajudei muitos funcionários a usar o sistema, organizei eventos de finais de ano e foram o maior sucesso e ajudei na organização do 1º Congresso da minha diretoria, na compra de materiais, na aquisição de serviços externos, pedidos de compra de passagens e hospedagem de hotel para os funcionários locados em outra Unidades Reginais. Com a pandemia a empresa sofreu alguns cortes no orçamento, fui dispensada em setembro de 2020. Aqui eu vivi as melhores experiências e aprendi muito também e agradeço a todas as pessoas que conheci.

img_ch_icon.png

Outras iniciativas da Cruzando Histórias nas quais participou:

WomanTech Clicksign, EscutAção EDP Energia, Impulsione sua Carreira