Vitrine de Talentos

Viviane Vilalva

Responsabilidade Social - Terceiro Setor

São Paulo

São Paulo

Objetivo Profissional

Objetivo Profissional

Coloborar em um ambiente de trabalho onde possa colocar em pratica meus conhecimentos em favor da instituição na qual viso integrar, focando sempre o beneficio e o crescimento da organização e profissional. Buscar identificar a realidade social, engajada com a saúde e bem estar das pessoas, sendo sempre humanizada dentro da ética profissional, promovendo qualidade no atendimento daqueles que buscam o serviço. Tendo na prática profissional a excelência e agindo sempre com transparencia e resolutividade.

Sim

Disponibilidade para mudança:

Sim

servicosocialvilalva@gmail.com
Viviane Vilalva

Trajetória Profissional

Bom, com 18 anos me formei como auxiliar de enfermagem e até os 34 anos exerci a profissão, porém diante de algumas direções em que minha vida tomava, o Serviço Social me chamava atenção e resolvi fazer faculdade, me formei em 2012. Durante meu estágio, trabalhar com pessoas me chamava muito atenção, ouvir histórias e entrar nas histórias me apaixonava mais na profissão. O contexto social de quem mora em comunidades trazia uma realidade muito diferente do que estava acostumada e tentar resolver algumas histórias era a maior dificuldade encontrada na profissão. Mas é o que amo fazer e o tempo todo que eu aprendi com essas famílias eu queria mais e mais, porque é um mundo que amo estar. Mas, com a chegada da Pandemia me encontrei sem o que mais gostava de fazer (desempregada).

Conheça minha história

Eu sou filha da Berenice uma mulher cheia de vida que se desdobrou para criar 04 filhas, venho de uma familia humilde e sem instrução, mas de pais maravilhosos . Hoje tenho 46 anos, sou negra, mãe de dois filhos, Caique 26 anos e Victoria 18 anos, já sou avó de dois netos Vinicius 09 anos e Vitor 07 ( filhos do caique), casada desde os 18 anos de idade, com o Sandoval, marido maravilhoso, como não tinhamos nada de experiencia no inicio ao morar juntos, aprendemos praticamente tudo, a criar filho, a sobreviver com o que era possível, trabalhavamos para se manter, as coisas só melhoraram depois de 8 anos, quando a vitoria nasceu, consegui um emprego melhor, Sandoval passou no concurso da prefeitura que se encontra até hoje e resovemos fazer faculdade , ele de Direito e eu de Serviço Social, hoje levamos uma vida melhor e não esqueço de nada do passado e toda difilculdade que passamos, porque foi lá que aprendi ter forças para ser essa mulher que represento hoje, buscando meu lugar na sociedade que é meu por direito.

img_ch_icon.png

Outras iniciativas da Cruzando Histórias nas quais participou: