top of page

Um sonho torna-se realidade

Atualizado: 26 de jan. de 2022

A ESCUTA ATIVA NO PROCESSO DE NASCIMENTO DA CASA CH

Os últimos anos foram de intenso crescimento na Cruzando Histórias.


Criamos novos projetos, novas parcerias e conseguimos escutar a dor de milhares de mulheres desempregadas em todo o Brasil. A pandemia nos forçou a mudar de rota, redirecionar as velas para um destino que não estava nos planos: oferecer nosso atendimento de forma remota.


Fizemos a migração para o digital e atingimos um número relevante de mulheres.


Escutamos, treinamos e recolocamos profissionalmente centenas delas.

13 mulheres fazendo pose de força e garra.
Mulheres na Cruzando Histórias

Durante esse processo de escuta e de aproximação com nosso público, um ponto ficou evidente: a necessidade de oferecermos nossa presença para melhorarmos ainda mais a QUALIDADE DO NOSSO ATENDIMENTO.


Foi aí que surgiu o sonho da casa própria.


A CASA CH

A Casa CH surge com a proposta de ser uma comunidade de trocas, pertencimento e de convivência entre mulheres que querem potencializar a história de outras mulheres.


A Casa CH se apoia em três pilares de atuação: empregabilidade feminina, inclusão digital e o cuidado com a saúde mental.

Uma mulher segurando a mão de uma outra mulher.
Mulheres de acolhendo.

Para aumentar o nível de recolocação das nossas assistidas e continuar contribuindo com a empregabilidade feminina vamos oferecer atividades como revisão de currículo, treinamento para entrevistas de emprego e ensinar como utilizar as redes sociais existentes que podem contribuir para uma recolocação mais ágil.


Queremos ser reconhecidas como um HUB Digital. Um espaço de inclusão digital no coração de São Paulo onde será possível acessar internet de qualidade, utilizar laptops que estarão disponíveis para nossas assistidas e oferecer treinamentos ensinando como lidar com ferramentas do mundo digital.


O que nos motivou a sermos um espaço de inclusão digital foi o altíssimo número (42%) de mulheres que participaram dos nossos projetos e que por não terem acesso a internet de qualidade e a laptops eram excluídas do processo seletivo que acontece quase que integralmente no ambiente digital.

2 mulheres se abraçando.

Outro pilar fundamental é o cuidado com a saúde mental. Nos últimos anos percebemos a importância de fortalecer emocionalmente mulheres que se encontram em situação de desalento. Muitas delas chegam até nós com baixa autoestima e desesperançosas com a possibilidade da mudança, algo que impacta negativamente sua reinserção no mercado de trabalho.


Notamos que durante o processo de participação em nossas atividades, que tem um forte componente de fortalecimento emocional e psicológico, as assistidas iniciam um processo de conscientização de suas forças e potências e retomam o contato com uma força latente que habita dentro delas.


UM ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA, TROCAS E CONSTRUÇÃO COLETIVA

Palestra da Raquel na Cruzando Histórias.
Palestra da Raquel na Cruzando Histórias.

E para movimentar a Casa vamos contar com rodas de conversa, workshops e eventos.

Esses eventos são importantíssimos para criarmos um ecossistema de apoio assistido e de escuta ativa das mulheres que participam dos nossos projetos.

Temos uma profunda crença de que existe uma correlação direta entre escutar ativamente as mulheres que participam dos nossos projetos e a decisão dos rumos que tomamos na Cruzando Histórias. Afinal, nós estamos aqui PARA ELAS e POR ELAS.


A Casa CH ficará localizada na Rua Barão de Itapetininga.


Conhecida por ser a rua com maior número de agências de emprego no Brasil, estaremos perto do nosso público assistido e também das empresas que trabalham diretamente com a recolocação profissional destas mulheres.


NÃO SE CONSTRÓI UMA CASA SOZINHO.

Mulheres de mãos dadas.
Mulheres de mãos dadas.

É claro que para construirmos uma casa precisamos de parceiros e gente muito disposta a investir no nosso sonho.


Para isso, estamos contando com a ajuda de empresas embaixadoras que estão mobilizando sua rede de colaboradores, parceiros e clientes para nos ajudarem a captar recursos e transformar o sonho da Casa CH em realidade.


As empresas que toparam caminhar ao nosso lado são a Amdocs, LSEG, RDC Viagens, PCON e a Contabilidade Ribas.


Também estamos com uma campanha para quem quiser investir na Casa CH, entendendo que será um espaço de inclusão digital, acolhimento psicológico e empregabilidade feminina.


Vamos sonhar em um 2022 mais inclusivo e com uma Casa para chamar de nossa?

Conheça a campanha e contribua para a realização do sonho da Casa CH





Comentarios


bottom of page