top of page

Como a Escuta Ativa pode nos ajudar no dia a dia?

Atualizado: 22 de abr. de 2021

A Escuta Ativa pode ser uma importante ferramenta para relações interpessoais

por Pamela Rafaela


Aqui na Cruzando Histórias nós gostamos muito de praticar a escuta ativa, não é por acaso que temos o Projeto EscutAção que hoje integra a Costura dos Sonhos e arrisco dizer a você, que faz parte dos serviços favoritos da nossa equipe e também das muitas mulheres que já foram escutadas pelo projeto.


Sabe por quê? Quase sempre nos preparamos para uma boa oratória, mas tão importante quanto isso, é também ouvir o que o outro tem a dizer.

Tão importante quanto isso, é também ouvir o que o outro tem a dizer.

Dentre muitos benefícios, a escuta ativa é uma técnica que nos permite uma comunicação mais assertiva e contribui para maior conexão entre as pessoas.


Para você que já participou do EscutAção, pensamos aqui em algumas dicas de como a escuta ativa poderá contribuir positivamente em suas relações interpessoais, para desenvolvimento de trabalhos em equipe, nas buscas por recolocação no mercado de trabalho e no cotidiano de modo geral.


Se você é nova por aqui, seja muito bem vinda! Para além desta leitura, lhe convido para conhecer o projeto Costura dos Sonhos, ficaremos felizes em apresentá-lo à você.


Afinal, a crise da pandemia do Coronavírus nos trouxe a necessidade de ficarmos ainda mais expostos às telas, através das atividades online; nos mantermos interessados nos assuntos durante reuniões e conversas (por mais descontraídas que sejam) tornou-se um desafio ainda maior. Atualmente, as grandes empresas estão valorizando cada vez mais as habilidades que possibilitam melhor inteligência emocional e a escuta ativa é uma importante soft skills. Vamos às dicas:


1.Foco Total: Pare o que estiver fazendo, mantenha o foco para ouvir o outro;

2.Atenção aos detalhes: Demonstre expressões faciais que possibilitam a compreensão de que você está interessada no assunto ou se ficou com alguma dúvida.

3.Não fique em dúvida: Caso haja dúvidas sobre a conversa, pergunte!

4.Parafraseie frases: Essa ação ajuda a criar mais conexão durante o diálogo e demonstra que você está prestando atenção.

5.Pratique a empatia;

6.Paciência: Permita que a pessoa termine de falar. Não coloque exemplos ou sua experiência como algo a ser seguido pelo outro, aguarde a sua vez de falar, e ao final da conversa ofereça feedbacks, mesmo se tiver um ponto de vista diferente do outro. Afinal, não somos obrigados a concordar com tudo, e está tudo bem : )


Com a escuta ativa, conseguimos ampliar as nossas experiências com conversas mais significativas, gerenciar conflitos, melhor aproveitamento de trabalhos realizados em equipe, discernimento para tomadas de decisões evitando ruídos e situações embaraçosas. Vamos treinar essa nova habilidade? Que tal aproveitar a sua próxima conversa ou um momento para colocar esses tópicos em prática observando-os detalhadamente? Vale lembrar que essas ferramentas nos ajudam bastante (e como ajudam!). Mas não substituem o trabalho acompanhado por um profissional habilitado, certo?!

Que tenhamos todos uma boa escuta!




Referência:




Pamela Rafaela

Pamela Rafaela é psicóloga graduada pela Universidade Paulista (UNIP), possui extensão em Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Participa do Projeto EscutAção na Cruzando Histórias e não dispensa a leitura de um bom livro nas horas vagas.

Instagram: @psi.pamelarafaela - Linkedin: /pamelarafaela


Kommentare


bottom of page