top of page

Olá, mulher, como você está? Vamos conversar sobre saúde mental?

Você sabia que a maneira como lidamos com as nossas emoções e o gerenciamento das nossas atividades diárias podem influenciar no equilíbrio da nossa saúde mental? por Pamela Rafaela No último ano, o Google informou o aumento de 98% nas buscas por assuntos relacionados ao tema: autocuidado, bem-estar e saúde.

Você também teve interesse em saber mais sobre esses assuntos nos últimos tempos? O que você descobriu? Como foi a sua experiência?


A dupla e intensa jornada de trabalhos domésticos e remunerados ou as incansáveis buscas por recolocação em um novo emprego, as incertezas geradas pelo agravamento da pandemia do covid-19 entre tantos outros motivos, contribuíram para que as mulheres fossem as mais afetadas pelo esgotamento físico e emocional, conhecido como síndrome de burnout. Diante disso, pensar estratégias para prevenir o adoecimento mental, tornou-se ainda mais urgente e necessário.


Mas afinal, o que é saúde mental?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), "É um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade” Não se trata de falta de desafios ou sofrimento, mas a nossa capacidade positiva de enfrentamento dos conflitos que surgem no cotidiano e ao longo da vida. Os motivos que favorecem ao desequilíbrio emocional são diversos e incluem: estresse, ansiedade doenças, falta de planejamento, desemprego, isolamento, enfim são muitos! Boa parte desses fatores são de responsabilidades governamentais, organizacionais e coletivas. Mas dentro das responsabilidades individuais e possíveis a cada uma de nós nesse momento,

quero convidá-la a seguinte reflexão: quais ações podemos desenvolver em nossa rotina que favorecem a nossa saúde mental?


Buscar pelo autoconhecimento, realizar atividades que permitem um melhor gerenciamento das atividades diárias e atenção ao autocuidado, possibilitam com que você tenha mais organização, autoestima, tempo livre e consequentemente melhor qualidade de vida.

Com isso, pensamos em algumas práticas que podem ajudar vocês na prevenção do adoecimento e na promoção do bem-estar físico e mental.


1. Defina quais são seus objetivos (o que eu quero?) e as estratégias (Como farei para alcançar o meu objetivo?)


2. Identifique quais são as prioridades do seu dia;


3. Elimine as pequenas distrações como por exemplo, desabilitar temporariamente notificações desnecessárias ou outras necessidades que você perceber.


4. Utilize ferramentas de gestão de tarefas. Conte com um planner ou os aplicativos como o trello, costumam ser um ótimo apoio na organização das atividades.


5. Se você estiver em processo de recolocação, transição de área ou empreendendo, pratique o autoconhecimento. Ter clareza sobre as suas melhores habilidades e os pontos que precisam de desenvolvimento, poderão contribuir significativamente em suas escolhas profissionais.

6. O que você gosta fazer nas horas vagas? Invista o tempo livre em atividades integrativas que proporcionem o bem estar: Andar esportes, meditação, yoga, descansar, ou outras atividades que você mais gostar.


7. Não deixe de perceber as suas emoções e praticar a autogentileza. Nós possuímos sentimentos e sim, precisamos de cuidados.


Vem cá, conta pra gente! Você já se cuidou hoje? Reserve um momento para cuidar de si! Você é a pessoa que melhor conhece sobre os seus hábitos e estilo de vida. Busque ajuda com as pessoas de sua confiança e caso perceba que alguma coisa não está bem, procure pela ajuda profissional nos serviços de saúde.




Pamela Rafaela é psicóloga graduada pela Universidade Paulista (UNIP), possui extensão em Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Participa do Projeto EscutAção na Cruzando Histórias e não dispensa a leitura de um bom livro nas horas vagas.

Instagram: @psi.pamelarafaela - Linkedin: /pamelarafaela

Comments


bottom of page