top of page

[Parcerias CH] Cruzando Histórias Na Luta Por Lugares Seguros Para As Mulheres

Atualizado: 5 de jul. de 2022


Não é normal você ter medo de sair sozinha!

Não é só no ambiente de trabalho que uma mulher sofre com o machismo. O trajeto até onde se trabalha também pode simbolizar uma ameaça real, pelo assédio e a importunação sexual. Segundo pesquisa internacional realizada com Ipsos pela L'Oréal Paris, 88% das mulheres já foram assediadas ao menos uma vez e apenas 25% dizem ter recebido ajuda.


Em 2021, a Cruzando Histórias foi uma das quatro organizações escolhidas para

facilitar o StandUP: contra o assédio nas ruas. Este é um projeto da L’Oréal em parceria com a ONG estadunidense Right to Be (antiga Hollaback!). A equipe da CH foi treinada e certificada para facilitar o treinamento espalhando a metodologia dos 5 D’s: distrair, delegar, documentar, dialogar e direcionar.



Encerramento do treinamento com a Right to Be (antiga Hollaback!)
Encerramento do treinamento com a Right to Be (antiga Hollaback!)
Durante esses sete meses realizamos 64 webinars com público de 7.753 pessoas treinadas. “Este projeto é o meu xodózinho, pois realmente acredito que ao espalhar a metodologia dos 5 D's estamos dando ferramentas poderosas para que as pessoas se unam e, principalmente, se posicionem contra a importunação sexual e o assédio nas ruas. O StandUp tem potencial transformador e já inspirou outros projetos por aí” afirma Carolina Vieira, gerente do projeto e facilitadora da Cruzando Histórias.

Confira alguns depoimentos sobre o treinamento:


Amei o treinamento! Muito enriquecedor e esclarecedor sobre como agir em casos de presenciar assédio e importunação, e como agir caso eu seja a vítima. Me vi em

todas as situações apresentadas e por tempos achei que era minha responsabilidade agir. Mas, com o treinamento entendi que a culpa não foi nem é minha e a responsabilidade é do agressor. Obrigada pela oportunidade de aprender cada vez mais!


Os impactos que a importunação sexual tem na vida das vítimas são perturbadoras e infelizmente muitas vezes duradouras. A palestra foi justamente uma luz para evitar tais ações tão desconfortantes e errôneas. E um conforto para todas que já passaram por isso. E é sempre bom lembrar que a culpa NUNCA é da vítima!


Empresas que apoiam a causa:

Empresas que apoiam a causa

Quer saber como a Cruzando Histórias continua na luta por espaços mais seguros para as mulheres? Envie um e-mail para parceria@cruzandohistorias.org e saiba mais sobre nossa consultoria e projetos personalizados.


Kommentare


bottom of page